Três dicas para evitar a desmotivação

É natural em algum momento o bailarino se sentir desmotivado em algum momento. Isso se deve a vários motivos. Mas, o principal é: não acreditar em si mesmo!
Sim! Muitas coisas podem desencadear isso, desde uma aula ruim, um professor que não olha para você, até uma apresentação que não gostamos. E eu separei três dicas para que você mantenha-se motivado independente das situações.

O perfeito é uma ilusão
Mesmo os grandes bailarinos tem que ensaiar, ensaiar, ensaiar! Se mesmo a primeira bailarina tem que fazer isso para apresentar algo muito bom por que nós achamos que temos que ser perfeitos de antemão? Isso não existe. Quando os bailarinos assistem ensaios de grandes companhias a visão deles muda de forma dramática. Eles entendem que mesmo os grandes bailarinos erram e que mesmo assim eles são maravilhosos! Então não se esqueça: não procure a perfeição! Procure fazer seu melhor. Simples assim!

Todos começaram pequeno
Lembremos: grandes nomes do ballet tiveram início simples. Ninguém nasce primeira bailarina. A primeira bailarina se forma de sonho e muito trabalho. Não se compare com pessoas que estão em outro nível. Mas procure se superar. Obviamente para isso é preciso saber onde se está. Muitos bailarinos não tem esse autoconhecimento. Pergunte para professores, grave vídeos. E tente superar pequenas coisas. Daqui a pouco você estará em outro nível sem nem perceber.

Meu objetivo é maior que as dificuldades.
O fato é: todo bailarino passa por percalços. Se ainda não passou, ainda não viveu tanto o ballet. Mas onde você quer chegar tem que superar qualquer pequena ou grande dificuldade que você venha a enfrentar. Esse mundo não é fácil. E é preciso ter um sonho e uma vontade acima do comum. Então, quando você esbarrar em dificuldades o seu sonho não vai permitir que você desista facilmente.